Saiba mais

Pronto Atendimento

Conheça a classificação de prioridade do nosso Pronto Atendimento:

Emergência

Pacientes cujo atendimento não pode aguardar. O atendimento precisa ser imediato.

Muito urgente

Pacientes que precisam ser atendidos o mais rápido possível. Atendimento em aproximadamente 10 min.

Urgente

Pacientes com necessidade de atendimento rápido, mas que podem aguardar. Atendimento em aproximadamente 30 min.

Pouco urgente

Pacientes que podem aguardar atendimento por algum tempo. Atendimento em aproximadamente 90 min.

Não urgente

Pacientes que podem aguardar ou procurar atendimento eletivo. Atendimento sem estimativa aproximada de tempo.

Pacientes em estado de emergência têm prioridade e poderão passar na frente de outros pacientes que estão na fila de atendimento.

O Pronto Atendimento é um serviço exclusivo de emergência. Por isso, não realizamos:

  • Atendimentos eletivos, como investigação de queixas crônicas.
  • Emissão de atestados e exames físicos para concursos e atividades físicas.
  • Prescrição de medicamentos controlados para uso contínuo.
  • Testes de gravidez.
Tempo de Espera
Saiba mais

Pronto Atendimento

Conheça a classificação de prioridade do nosso Pronto Atendimento:

Emergência

Pacientes cujo atendimento não pode aguardar. O atendimento precisa ser imediato.

Muito urgente

Pacientes que precisam ser atendidos o mais rápido possível. Atendimento em aproximadamente 10 min.

Urgente

Pacientes com necessidade de atendimento rápido, mas que podem aguardar. Atendimento em aproximadamente 30 min.

Pouco urgente

Pacientes que podem aguardar atendimento por algum tempo. Atendimento em aproximadamente 90 min.

Não urgente

Pacientes que podem aguardar ou procurar atendimento eletivo. Atendimento sem estimativa aproximada de tempo.

Pacientes em estado de emergência têm prioridade e poderão passar na frente de outros pacientes que estão na fila de atendimento.

O Pronto Atendimento é um serviço exclusivo de emergência. Por isso, não realizamos:

  • Atendimentos eletivos, como investigação de queixas crônicas.
  • Emissão de atestados e exames físicos para concursos e atividades físicas.
  • Prescrição de medicamentos controlados para uso contínuo.
  • Testes de gravidez.

5 tipos de cânceres que podem ser evitáveis

Você sabia que 40% dos casos de câncer poderiam ser prevenidos evitando fatores de risco?

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima que o Brasil deve registrar 704 mil novos casos de câncer por ano até 2025, ou seja, mais de 2 milhões de casos da doença no período. Segundo publicação da instituição, o tumor maligno mais frequente é o de pele não melanoma, responsável por 31,3% dos casos, seguido pelo de mama em mulheres (10,5%), próstata (10,2%), cólon e reto (6,5%), pulmão (4,6%) e estômago (3,1%).

Você sabia que 40% dos casos de câncer poderiam ser prevenidos evitando fatores de risco? Esta informação é da Organização Pan-Americana da Saúde e Organização Mundial da Saúde. Confira quais tipos de câncer podem ser evitáveis:

  1. Colo do útero: a vacina contra o vírus do HPV, se tomada antes de a pessoa ter contato com o vírus, garante, praticamente, 100% de proteção. Importante fazer o exame Papanicolau, que pode diagnosticar lesões precursoras que são tratadas antes que se transformem em câncer.
  2. Câncer colorretal: a pessoa deve ficar atenta a sangramentos nas fezes, se teve casos desse tipo de câncer na família. A colonoscopia é o exame indicado, pois pode identificar lesões potencialmente malignas.
  3. Câncer de pulmão: 85% dos casos de câncer de pulmão estão diretamente relacionados ao tabagismo. Exposição ocupacional; poluição do ar; história familiar; exposição à radiação também aumentam as chances de desenvolver câncer de pulmão. Pacientes com doenças pulmonares apresentam maior risco também.
  4. Câncer de pênis: a principal forma de prevenção da doença é a boa higiene local, com água e sabão. Outro fator de risco importante é a infecção por vírus HPV, por isso é importante vacinar-se. Se o homem demorar a procurar um médico e estiver com lesões grandes, corre o risco de sofrer amputação parcial ou total do pênis. 
  5. Câncer de estômago: o principal fator de risco é a infecção pela H. pylori, bactéria que pode se alojar no estômago, prejudicando a barreira protetora e estimulando inflamação. Consumo exagerado de sal e alimentos que contêm nitrosaminas (embutidos e enlatados) também são fatores de risco.

Fonte: Dra. Rosane do Rocio Johnsson, oncologista clínica do Instituto de Oncologia do Paraná – IOP.

Compartilhe nosso post!

Higienização das mãos: um dos pilares da segurança para o paciente

Hospitais de Curitiba recebem prêmio de excelência em saúde

O Hospital passa a se chamar São Marcelino Champagnat

Hospital Marcelino Champagnat é acreditado pela 3ª vez consecutiva em segurança do paciente

Uma a cada quatro pessoas sofre com arritmias cardíacas

Nova regra da Fifa prevê retirada do jogador da partida após pancada na cabeça; 13% das contusões graves do Mundial de 2018 foram de choques na cabeça e região cervical
Você conhece as causas do esquecimento e quando é o momento ideal para procurar um neurologista? Saiba já com nosso especialista.
Câncer de próstata levou a 44 mortes diárias de brasileiros em 2021, mas doença não é a única que recebe diagnóstico tardio pela falta de acompanhamento médico dos homens
Ex-técnico da Seleção Brasileira de Futebol, Felipão, faz palestra nos hospitais Universitário Cajuru e Marcelino Champagnat.
Estudos indicam que casos de demência podem triplicar até 2050; esquecimento nem sempre está presente entre os primeiros sintomas da doença
Confira os sintomas e situações que são indicativos para a busca do Pronto Atendimento do Hospital Marcelino Champagnat
Recomendado é fazer uma consulta antes da viagem e providenciar receitas médicas em inglês para não passar apertos
Procedimento pioneiro no Paraná foi realizado no Hospital Marcelino Champagnat e é indicado para pacientes com alto risco cirúrgico
Resistência a antibióticos pode levar à morte de 10 milhões de pessoas por ano a partir de 2050
Apesar de menos nocivo que o cigarro comum, dispositivo oferece risco de infarto e doenças pulmonares
Casados há 64 anos, Izan e Albanita ficaram 12 dias separados; melhora foi significativa após equipe de saúde unir os dois
30% das pessoas que sofrem de hipertensão desconhecem o diagnóstico por falta de sintomas
Número de testes caiu durante a pandemia; tratamento garante qualidade de vida, mas preconceito contra infectados ainda é grande
Continuaremos trabalhando arduamente para o retorno à normalidade
Há 13 anos, passo um grande pedaço do meu dia em um ambiente que, infelizmente, passou a fazer parte da história de muitas famílias a partir do ano passado: a Unidade de Terapia Intensiva.
Câncer e doenças cardiovasculares são mais comuns na população masculina
Médico norte-americano especialista em grandes tumores veio a Curitiba (PR) especialmente para realizar procedimento, ainda raro no Brasil