Saiba mais

Pronto Atendimento

Conheça a classificação de prioridade do nosso Pronto Atendimento:

Emergência

Pacientes cujo atendimento não pode aguardar. O atendimento precisa ser imediato.

Muito urgente

Pacientes que precisam ser atendidos o mais rápido possível. Atendimento em aproximadamente 10 min.

Urgente

Pacientes com necessidade de atendimento rápido, mas que podem aguardar. Atendimento em aproximadamente 30 min.

Pouco urgente

Pacientes que podem aguardar atendimento por algum tempo. Atendimento em aproximadamente 90 min.

Não urgente

Pacientes que podem aguardar ou procurar atendimento eletivo. Atendimento sem estimativa aproximada de tempo.

Pacientes em estado de emergência têm prioridade e poderão passar na frente de outros pacientes que estão na fila de atendimento.

O Pronto Atendimento é um serviço exclusivo de emergência. Por isso, não realizamos:

  • Atendimentos eletivos, como investigação de queixas crônicas.
  • Emissão de atestados e exames físicos para concursos e atividades físicas.
  • Prescrição de medicamentos controlados para uso contínuo.
  • Testes de gravidez.
Saiba mais

Pronto Atendimento

Conheça a classificação de prioridade do nosso Pronto Atendimento:

Emergência

Pacientes cujo atendimento não pode aguardar. O atendimento precisa ser imediato.

Muito urgente

Pacientes que precisam ser atendidos o mais rápido possível. Atendimento em aproximadamente 10 min.

Urgente

Pacientes com necessidade de atendimento rápido, mas que podem aguardar. Atendimento em aproximadamente 30 min.

Pouco urgente

Pacientes que podem aguardar atendimento por algum tempo. Atendimento em aproximadamente 90 min.

Não urgente

Pacientes que podem aguardar ou procurar atendimento eletivo. Atendimento sem estimativa aproximada de tempo.

Pacientes em estado de emergência têm prioridade e poderão passar na frente de outros pacientes que estão na fila de atendimento.

O Pronto Atendimento é um serviço exclusivo de emergência. Por isso, não realizamos:

  • Atendimentos eletivos, como investigação de queixas crônicas.
  • Emissão de atestados e exames físicos para concursos e atividades físicas.
  • Prescrição de medicamentos controlados para uso contínuo.
  • Testes de gravidez.

Coronavírus: o que você precisa saber sobre o isolamento social

O combate ao coronavírus exige a mudança de uma série de hábitos para garantir a proteção das pessoas. Nesse momento, a prevenção é a melhor maneira de evitar a contaminação pelo vírus e, por isso, a quarentena e o distanciamento social são fundamentais.

O isolamento domiciliar deve ser realizado pelas pessoas infectadas pela COVID-19 ou com suspeita de infecção. No entanto, apenas ficar em casa não é o suficiente e os moradores devem seguir uma série de orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde para evitar que o coronavírus se espalhe.

Como realizar o isolamento domiciliar?

Se uma pessoa receber um diagnóstico positivo de COVID-19, ela deve ficar isolada em casa por 14 dias, assim como os outros moradores do local. 

Separar objetos pessoais, evitar permanecer no mesmo cômodo que a pessoa infectada e utilizar máscaras em ambientes compartilhados são algumas das medidas que devem ser adotadas.

Sempre que possível, o morador deve permanecer em quarto exclusivo e restrito, com a porta fechada e as janelas abertas para manter o ambiente ventilado. Também é importante evitar contato direto com outros moradores e manter uma distância mínima de dois metros, utilizando máscara cirúrgica caso o contato seja necessário.

Além disso, o próprio paciente com a doença deve fazer a higienização do quarto e do banheiro após o uso. 

Os objetos pessoais e utensílios de alimentação devem ser exclusivos para o morador e qualquer material que tenha sido utilizado para a limpeza de secreções (lenços, papel higiênico, máscaras etc.), deve ser colocado em um saco plástico e destinado corretamente.

O Hospital Marcelino Champagnat divulgou uma série de orientações gerais para a COVID-19 que estão disponíveis no site.

O que fazer ao chegar em casa para se prevenir do coronavírus

A principal forma de combater a disseminação do coronavírus é respeitar a quarentena e o distanciamento social, evitando sair de casa. Porém, se for necessário, a recomendação é usar máscaras de pano e manter dois metros de distância de outras pessoas. 

Após tocar em superfícies, como maçanetas ou botões de elevador, por exemplo, higienize as mãos com álcool em gel 70% ou lave as mãos e punhos com água e sabão. A higienização também deve ser feita se você tocar em dinheiro, cartão ou máquinas de pagamento. 

Lembre-se de não encostar no rosto, boca, nariz e olhos sem higienizar ou lavar as mãos.

Ao chegar em casa, algumas medidas que ajudam a evitar a disseminação do coronavírus envolvem tirar os sapatos antes de entrar e deixar as chaves, carteira e bolsa na entrada do local. 

Não encoste em nada antes de lavar bem as mãos com água e sabão, incluindo os punhos e a parte interna das unhas.

Assim que chegar, tire as roupas que usou na rua e coloque-as diretamente na máquina de lavar. Depois, tome um banho e coloque uma roupa limpa.

Sempre que possível, limpe os objetos como celular, óculos, relógio, bolsas, mochilas, chaves, entre outros, com álcool 70%. Com essas orientações, você contribui para o combate ao coronavírus e mantém a sua segurança e das pessoas ao seu redor.

A importância da saúde física e mental em tempos de isolamento social

A prevenção contra o coronavírus é importante, mas também é preciso cuidar de outros aspectos da saúde física e mental. Para isso, a prática regular de exercícios físicos contribui para o bem-estar geral, diminui o estresse, a ansiedade e melhora a imunidade.

A alimentação saudável e a ingestão de líquidos como água, sucos naturais e chás, por exemplo, também contribuem para a saúde e ajudam a controlar doenças preexistentes. Além disso, interagir com outras pessoas, mesmo a distância, ler e criar uma rotina saudável ajudam a manter a saúde mental durante o isolamento.

Devido à pandemia, muitas pessoas passaram a fazer trabalho remoto e precisaram se adaptar à nova rotina. Confira algumas dicas para garantir a ergonomia do home office:

  • Escolha um ambiente sem excesso de luminosidade e de ruídos para trabalhar;
  • Evite posicionar o monitor do computador contra raios solares ou de luz artificial para impedir reflexos diretos na tela;
  • Faça pausas regulares para se movimentar e fazer alongamentos;
  • Posicione o monitor na altura dos olhos, mantenha os pés no chão e a coluna reta.

Desde o início da pandemia, o Hospital Marcelino Champagnat adotou um protocolo de segurança máxima para isolar os casos relacionados ao COVID-19 está realizando o atendimento de acordo com as normas internacionais de saúde.

O hospital faz parte do Grupo Marista e é referência em procedimentos cirúrgicos de média e alta complexidade, além de serviços diferenciados de check-up.  Planejado para atender a todos os quesitos internacionais de qualidade assistencial, é o único do Paraná certificado pela Joint Commission International (JCI).

Para saber mais sobre isolamento social e os cuidados especiais para o grupo de risco da COVID-19, acesse o site e acompanhe nossas redes sociais.

Compartilhe nosso post!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Hospitais de Curitiba recebem prêmio de excelência em saúde

Mulheres enfrentam maior risco de lesões em joelhos na prática de esporte

Covid longa: quatro anos depois, pacientes infectados no início da pandemia mantêm acompanhamento constante

Médicos elaboram guia de atendimento emergencial para pacientes bariátricos

O Hospital passa a se chamar São Marcelino Champagnat

Novo equipamento faz mapeamento do coração em 3D que oferece maior precisão. Hospital Marcelino Champagnat é o único do Paraná a dispor dessa tecnologia.
O evento terá duração de três dias, finalizando em 11 de março. A última edição aconteceu em formato on-line e, por isso, as datas mencionadas marcam o retorno presencial do Congresso, que dessa vez será em São Paulo – SP.
A arritmia cardíaca é uma condição caracterizada pela falta de ritmo nos batimentos do coração. Ela pode ser sintoma de algum problema (físico ou psicológico) para o organismo ou fruto de um desequilíbrio do próprio órgão.
Nova regra da Fifa prevê retirada do jogador da partida após pancada na cabeça; 13% das contusões graves do Mundial de 2018 foram de choques na cabeça e região cervical
Você conhece as causas do esquecimento e quando é o momento ideal para procurar um neurologista? Saiba já com nosso especialista.
Câncer de próstata levou a 44 mortes diárias de brasileiros em 2021, mas doença não é a única que recebe diagnóstico tardio pela falta de acompanhamento médico dos homens
Ex-técnico da Seleção Brasileira de Futebol, Felipão, faz palestra nos hospitais Universitário Cajuru e Marcelino Champagnat.
Estudos indicam que casos de demência podem triplicar até 2050; esquecimento nem sempre está presente entre os primeiros sintomas da doença
Confira os sintomas e situações que são indicativos para a busca do Pronto Atendimento do Hospital Marcelino Champagnat
Recomendado é fazer uma consulta antes da viagem e providenciar receitas médicas em inglês para não passar apertos
Procedimento pioneiro no Paraná foi realizado no Hospital Marcelino Champagnat e é indicado para pacientes com alto risco cirúrgico
Resistência a antibióticos pode levar à morte de 10 milhões de pessoas por ano a partir de 2050
Apesar de menos nocivo que o cigarro comum, dispositivo oferece risco de infarto e doenças pulmonares
Casados há 64 anos, Izan e Albanita ficaram 12 dias separados; melhora foi significativa após equipe de saúde unir os dois
30% das pessoas que sofrem de hipertensão desconhecem o diagnóstico por falta de sintomas
Número de testes caiu durante a pandemia; tratamento garante qualidade de vida, mas preconceito contra infectados ainda é grande
Continuaremos trabalhando arduamente para o retorno à normalidade