Saiba mais

Pronto Atendimento

Conheça a classificação de prioridade do nosso Pronto Atendimento:

Emergência

Pacientes cujo atendimento não pode aguardar. O atendimento precisa ser imediato.

Muito urgente

Pacientes que precisam ser atendidos o mais rápido possível. Atendimento em aproximadamente 10 min.

Urgente

Pacientes com necessidade de atendimento rápido, mas que podem aguardar. Atendimento em aproximadamente 30 min.

Pouco urgente

Pacientes que podem aguardar atendimento por algum tempo. Atendimento em aproximadamente 90 min.

Não urgente

Pacientes que podem aguardar ou procurar atendimento eletivo. Atendimento sem estimativa aproximada de tempo.

Pacientes em estado de emergência têm prioridade e poderão passar na frente de outros pacientes que estão na fila de atendimento.

O Pronto Atendimento é um serviço exclusivo de emergência. Por isso, não realizamos:

  • Atendimentos eletivos, como investigação de queixas crônicas.
  • Emissão de atestados e exames físicos para concursos e atividades físicas.
  • Prescrição de medicamentos controlados para uso contínuo.
  • Testes de gravidez.
Tempo de Espera
Saiba mais

Pronto Atendimento

Conheça a classificação de prioridade do nosso Pronto Atendimento:

Emergência

Pacientes cujo atendimento não pode aguardar. O atendimento precisa ser imediato.

Muito urgente

Pacientes que precisam ser atendidos o mais rápido possível. Atendimento em aproximadamente 10 min.

Urgente

Pacientes com necessidade de atendimento rápido, mas que podem aguardar. Atendimento em aproximadamente 30 min.

Pouco urgente

Pacientes que podem aguardar atendimento por algum tempo. Atendimento em aproximadamente 90 min.

Não urgente

Pacientes que podem aguardar ou procurar atendimento eletivo. Atendimento sem estimativa aproximada de tempo.

Pacientes em estado de emergência têm prioridade e poderão passar na frente de outros pacientes que estão na fila de atendimento.

O Pronto Atendimento é um serviço exclusivo de emergência. Por isso, não realizamos:

  • Atendimentos eletivos, como investigação de queixas crônicas.
  • Emissão de atestados e exames físicos para concursos e atividades físicas.
  • Prescrição de medicamentos controlados para uso contínuo.
  • Testes de gravidez.

Simpósio de Cardiologia discute novas abordagens de casos de emergência

Evento organizado pelo Hospital Marcelino Champagnat e PUCPR é totalmente on-line, gratuito e destinado a profissionais e estudantes da área

Casos de emergência em doenças cardíacas serão o tema central do Simpósio Anual On-line de Cardiologia, que deve reunir profissionais e estudantes para discutir novas abordagens na área. Promovido pelo Centro de Ensino, Pesquisa e Inovação do Hospital Marcelino Champagnat em parceria com a Escola de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), o evento será realizado no dia 9 de novembro para troca de informações e atualizações de novidades do setor.

“A ideia é ter uma visão multidisciplinar para melhorarmos a abordagem dos pacientes com doença coronariana aguda na emergência. Falaremos de casos complexos e alternativas para os tratamentos terem maior longevidade”, explica a coordenadora do Serviço de Cardiologia do hospital e decana da Escola de Medicina da PUCPR, Lidia Zytynski Moura. A intenção é fazer do evento um programa de educação, com periodicidade trimestral.

“Novas evidências da antiagregação no cenário da síndrome coronariana aguda” é o tema da palestra de abertura do simpósio, com o cardiologista Alexandre Abizaid, que possui mais de 340 artigos publicados e é autor de três livros. Formado em Medicina pela Universidade Federal de Juiz de Fora (MG), Alexandre Abizaid é especialista em cardiologia intervencionista e atua como diretor de Cardiologia Invasiva no Instituto Dante Pazzanese, em São Paulo. Também é mestre e doutor pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e professor visitante da Columbia University Department of Medicine (CUDM) nos Estados Unidos, além de chairman do Cardiovascular Research Center.

Na sequência, o cardiologista, intervencionista e membro titular da Sociedade de Hemodinâmica e Cardiologia Invasiva (SBCHI), Rômulo Torres, irá apresentar o caso clínico: “SCA em paciente com disfunção ventricular importante, anatomia complexa e grande território em risco. Quais as opções terapêuticas?”. O médico cardiologista Gustavo Lenci, mestre e doutor em medicina interna e professor da PUCPR e Universidade Federal do Paraná (UFPR), será o moderador.

O evento será totalmente on-line e não é necessário se inscrever antecipadamente. Para participar, basta entrar no link: https://shortest.link/1xsl

Serviço:

Simpósio Anual On-line de Cardiologia

Hospital Marcelino Champagnat e PUCPR

Data: 09/11/2021, terça-feira

Horário: 20h

Link: https://shortest.link/1xsl

Compartilhe nosso post!

Combustível para salvar vidas: doações de sangue são essenciais para manter sistema de saúde 

V Congresso Internacional Ibero-Americano de Bioética acontece em Curitiba 

Higienização das mãos: um dos pilares da segurança para o paciente

Hospitais de Curitiba recebem prêmio de excelência em saúde

O Hospital passa a se chamar São Marcelino Champagnat

Novo equipamento faz mapeamento do coração em 3D que oferece maior precisão. Hospital Marcelino Champagnat é o único do Paraná a dispor dessa tecnologia.
O evento terá duração de três dias, finalizando em 11 de março. A última edição aconteceu em formato on-line e, por isso, as datas mencionadas marcam o retorno presencial do Congresso, que dessa vez será em São Paulo – SP.
A arritmia cardíaca é uma condição caracterizada pela falta de ritmo nos batimentos do coração. Ela pode ser sintoma de algum problema (físico ou psicológico) para o organismo ou fruto de um desequilíbrio do próprio órgão.
Nova regra da Fifa prevê retirada do jogador da partida após pancada na cabeça; 13% das contusões graves do Mundial de 2018 foram de choques na cabeça e região cervical
Você conhece as causas do esquecimento e quando é o momento ideal para procurar um neurologista? Saiba já com nosso especialista.
Câncer de próstata levou a 44 mortes diárias de brasileiros em 2021, mas doença não é a única que recebe diagnóstico tardio pela falta de acompanhamento médico dos homens
Ex-técnico da Seleção Brasileira de Futebol, Felipão, faz palestra nos hospitais Universitário Cajuru e Marcelino Champagnat.
Estudos indicam que casos de demência podem triplicar até 2050; esquecimento nem sempre está presente entre os primeiros sintomas da doença
Confira os sintomas e situações que são indicativos para a busca do Pronto Atendimento do Hospital Marcelino Champagnat
Recomendado é fazer uma consulta antes da viagem e providenciar receitas médicas em inglês para não passar apertos
Procedimento pioneiro no Paraná foi realizado no Hospital Marcelino Champagnat e é indicado para pacientes com alto risco cirúrgico
Resistência a antibióticos pode levar à morte de 10 milhões de pessoas por ano a partir de 2050
Apesar de menos nocivo que o cigarro comum, dispositivo oferece risco de infarto e doenças pulmonares
Casados há 64 anos, Izan e Albanita ficaram 12 dias separados; melhora foi significativa após equipe de saúde unir os dois
30% das pessoas que sofrem de hipertensão desconhecem o diagnóstico por falta de sintomas
Número de testes caiu durante a pandemia; tratamento garante qualidade de vida, mas preconceito contra infectados ainda é grande
Continuaremos trabalhando arduamente para o retorno à normalidade