Saiba mais

Pronto Atendimento

Conheça a classificação de prioridade do nosso Pronto Atendimento:

Emergência

Pacientes cujo atendimento não pode aguardar. O atendimento precisa ser imediato.

Muito urgente

Pacientes que precisam ser atendidos o mais rápido possível. Atendimento em aproximadamente 10 min.

Urgente

Pacientes com necessidade de atendimento rápido, mas que podem aguardar. Atendimento em aproximadamente 30 min.

Pouco urgente

Pacientes que podem aguardar atendimento por algum tempo. Atendimento em aproximadamente 90 min.

Não urgente

Pacientes que podem aguardar ou procurar atendimento eletivo. Atendimento sem estimativa aproximada de tempo.

Pacientes em estado de emergência têm prioridade e poderão passar na frente de outros pacientes que estão na fila de atendimento.

O Pronto Atendimento é um serviço exclusivo de emergência. Por isso, não realizamos:

  • Atendimentos eletivos, como investigação de queixas crônicas.
  • Emissão de atestados e exames físicos para concursos e atividades físicas.
  • Prescrição de medicamentos controlados para uso contínuo.
  • Testes de gravidez.
Tempo de Espera
Saiba mais

Pronto Atendimento

Conheça a classificação de prioridade do nosso Pronto Atendimento:

Emergência

Pacientes cujo atendimento não pode aguardar. O atendimento precisa ser imediato.

Muito urgente

Pacientes que precisam ser atendidos o mais rápido possível. Atendimento em aproximadamente 10 min.

Urgente

Pacientes com necessidade de atendimento rápido, mas que podem aguardar. Atendimento em aproximadamente 30 min.

Pouco urgente

Pacientes que podem aguardar atendimento por algum tempo. Atendimento em aproximadamente 90 min.

Não urgente

Pacientes que podem aguardar ou procurar atendimento eletivo. Atendimento sem estimativa aproximada de tempo.

Pacientes em estado de emergência têm prioridade e poderão passar na frente de outros pacientes que estão na fila de atendimento.

O Pronto Atendimento é um serviço exclusivo de emergência. Por isso, não realizamos:

  • Atendimentos eletivos, como investigação de queixas crônicas.
  • Emissão de atestados e exames físicos para concursos e atividades físicas.
  • Prescrição de medicamentos controlados para uso contínuo.
  • Testes de gravidez.

Casal de idosos se recupera da covid-19 depois de ser colocado junto em hospital

Casados há 64 anos, Izan e Albanita ficaram 12 dias separados; melhora foi significativa após equipe de saúde unir os dois

“Meu grande amor chegou”. Essa frase marcou o encontro do casal Izan e Albanita Bauer, parceiros de vida há mais de 64 anos. Ele foi internado em um hospital de Curitiba (PR) no dia 25 de abril após sofrer um infarto. No dia 2 de maio, foi transferido para o Hospital Marcelino Champagnat com diagnóstico de covid-19. Cinco dias depois, no aniversário de 87 anos do aposentado, a esposa, que estava em casa, começou a tossir e sentir um cansaço excessivo. Diagnosticada com a mesma doença, ela teve que ser internada e a equipe do hospital providenciou para que os dois ficassem juntos.

“Minha mãe tem Alzheimer e meu pai ficou desesperado quando precisou ser internado. Eles se chamam de namorados até hoje. Mesmo com a demência, minha mãe ficava em casa perguntando onde estava o amor dela, sem consciência da internação. Ele, no hospital, desesperado pela distância”, conta a filha, Patrícia Bauer.

Apesar do susto do diagnóstico dos dois, Patrícia conta que o reencontro foi emocionante e que o pai apresentou melhora visível após ficar perto da esposa. “Eles nunca tinham ficado separados. Os exames do meu pai melhoraram com a minha mãe perto”, complementa.

Humanização

Além de possibilitar que o casal compartilhasse o mesmo quarto, a equipe do hospital juntou as camas, facilitando ainda mais a proximidade entre os dois. A clínica médica Larissa Hermann conta que esta providência simples ajudou a melhorar até a saturação do casal, que estava baixa por conta da infecção da Covid.

“Ele nos disse que foi a melhor noite desde o início da internação porque conseguiu dormir perto da esposa. São esses depoimentos que nos levam a acreditar ainda mais no nosso trabalho”, explica.

“O bem-estar deles e a melhora cognitiva por estarem juntos foi algo bem impactante. E não tem como ser diferente aqui dentro; essa proximidade dos dois precisava ser continuada”, reforça a psicóloga Ana Campos.

Referência

Desde o início da pandemia da covid-19, o Hospital Marcelino Champagnat foi referência no tratamento de pacientes com a infecção e coleciona momentos emocionantes de superação.

Para que histórias de sucesso em meio a essa batalha pudessem ser contadas, a instituição organizou espaços físicos, construindo novos fluxos para atendimento dos casos suspeitos da covid, separados dos diagnósticos de outras doenças, que não deixaram de existir e não podiam esperar a pandemia passar para serem tratadas, como casos de doenças crônicas, AVCs e infartos. Aliado a isso, profissionais trabalharam incansavelmente no atendimento e nas pesquisas para descobrir a melhor forma de cuidado. Milhares de pacientes foram atendidos, alguns passaram meses internados na UTI ou em leitos clínicos, antes de voltar para casa.

Veja também:

Dor de cabeça é sinal de pressão alta?

Compartilhe nosso post!

Combustível para salvar vidas: doações de sangue são essenciais para manter sistema de saúde 

V Congresso Internacional Ibero-Americano de Bioética acontece em Curitiba 

Higienização das mãos: um dos pilares da segurança para o paciente

Hospitais de Curitiba recebem prêmio de excelência em saúde

O Hospital passa a se chamar São Marcelino Champagnat

Novo equipamento faz mapeamento do coração em 3D que oferece maior precisão. Hospital Marcelino Champagnat é o único do Paraná a dispor dessa tecnologia.
O evento terá duração de três dias, finalizando em 11 de março. A última edição aconteceu em formato on-line e, por isso, as datas mencionadas marcam o retorno presencial do Congresso, que dessa vez será em São Paulo – SP.
A arritmia cardíaca é uma condição caracterizada pela falta de ritmo nos batimentos do coração. Ela pode ser sintoma de algum problema (físico ou psicológico) para o organismo ou fruto de um desequilíbrio do próprio órgão.
Nova regra da Fifa prevê retirada do jogador da partida após pancada na cabeça; 13% das contusões graves do Mundial de 2018 foram de choques na cabeça e região cervical
Você conhece as causas do esquecimento e quando é o momento ideal para procurar um neurologista? Saiba já com nosso especialista.
Câncer de próstata levou a 44 mortes diárias de brasileiros em 2021, mas doença não é a única que recebe diagnóstico tardio pela falta de acompanhamento médico dos homens
Ex-técnico da Seleção Brasileira de Futebol, Felipão, faz palestra nos hospitais Universitário Cajuru e Marcelino Champagnat.
Estudos indicam que casos de demência podem triplicar até 2050; esquecimento nem sempre está presente entre os primeiros sintomas da doença
Confira os sintomas e situações que são indicativos para a busca do Pronto Atendimento do Hospital Marcelino Champagnat
Recomendado é fazer uma consulta antes da viagem e providenciar receitas médicas em inglês para não passar apertos
Procedimento pioneiro no Paraná foi realizado no Hospital Marcelino Champagnat e é indicado para pacientes com alto risco cirúrgico
Resistência a antibióticos pode levar à morte de 10 milhões de pessoas por ano a partir de 2050
Apesar de menos nocivo que o cigarro comum, dispositivo oferece risco de infarto e doenças pulmonares
30% das pessoas que sofrem de hipertensão desconhecem o diagnóstico por falta de sintomas
Número de testes caiu durante a pandemia; tratamento garante qualidade de vida, mas preconceito contra infectados ainda é grande
Continuaremos trabalhando arduamente para o retorno à normalidade
Há 13 anos, passo um grande pedaço do meu dia em um ambiente que, infelizmente, passou a fazer parte da história de muitas famílias a partir do ano passado: a Unidade de Terapia Intensiva.